Alimentos mais saudáveis

Uma alimentação saudável consiste em combinar variedade e quantidade adequadas de alimentos. O consumo de verduras, legumes e frutas fornece grande parte das vitaminas e sais minerais de que o nosso organismo necessita, além de fibras e pouca quantidade de carboidratos. 

É importante que a cada refeição haja o consumo de uma hortaliça e que pelo menos uma vez ao dia uma fruta seja consumida, de preferência fresca.

O consumo de cereais (como arroz, pães, massas, batata, mandioca, milho, etc.) fornece ao organismo carboidratos (responsáveis pela grande parte da energia necessária às atividades do corpo), além de minerais, algumas vitaminas e fibras. As fibras são alguns carboidratos que não são digeridos pelo organismo, mas que estimulam o funcionamento do intestino. Os cereais integrais ou enriquecidos contêm mais fibras, vitaminas e sais minerais do que os cereais comuns; e o arroz malequisado (arroz que passa por um processo diferente, onde não há perda de sais minerais e vitaminas) também é mais saudável do que os outros tipos de arroz. O consumo de leguminosas (feijão, ervilha, lentilha, grão-de-bico, amendoim), castanhas e nozes é importante para o fornecimento de proteínas, lipídeos, minerais e algumas vitaminas do complexo B.

A importância dos alimentos crus

Quando o alimento é cozido acima de 48 graus  por três minutos ou mais, sua proteína torna-se coagulada, seu açúcar tornou-se caramelizado, suas fibras naturais foram arruinadas, e isso significa que eles ficarão por muito mais tempo no corpo ao movimentar-se através do intervalo intestinal, 30% a 50% suas vitaminas e minerais foram destruídas e 100% de seus enzimas também foram destruídas.

O alimento cozido esgota o potencial do enzima do nosso corpo e drena a energia que nós necessitamos para  manter e reparar nossos tecidos e sistemas do órgão e encurta nossa  expectativa de vida.

O alimento cru tem o mais melhor contrapeso da água, dos nutrientes e da fibra para satisfazer as  necessidades do seu corpo. Eles são digeridos facilmente, requerendo somente 24-36 horas por  tempo do trânsito através do intervalo digestivo, em comparação a 40-100 horas para alimentos cozidos.

 

 

Fonte: Brasilescola.com